Questões mais frequentes

 
Filtrar questões mais frequentes
Palavra-chave da pesquisa
Área temática

Instruções de projetos 1 - 15 de 81

    • Que ferramentas elétricas existem?
      • De acordo com o seu campo de aplicação, as ferramentas elétricas podem ser agrupadas nos seguintes tipos principais:

        • ferramentas de perfurar
        • ferramentas de aparafusar
        • ferramentas de serrar
        • ferramentas de fresar
        • ferramentas de aplainar
        • ferramentas de lixar
        • ferramentas de cortar e puncionar
        • ferramentas de percutir
        • ferramentas de unir

        Para além destas ferramentas, existem ainda ferramentas elétricas para aplicações especiais e tipos mistos.

    • Quais são os princípios de funcionamento das ferramentas elétricas?
      • As ferramentas elétricas funcionam de acordo com os seguintes princípios básicos:

        • Rotação
        • Vibração
        • Movimento de elevação
        • Percussão
        • Calor

        Os princípios básicos são utilizados individualmente ou em conjunto.

    • O que é um Volt?
      • Volt é a unidade de medida da tensão elétrica.

    • O que é um Watt?
      • Watt é a unidade de medida da potência (elétrica).

    • Qual é o requisito básico mais importante para uma perfuração bem-sucedida?
      • É necessário conhecer as características do material a processar.

    • É possível furar todos os materiais com o mesmo número de rotações?
      •  
        Bosch | Ferramentas elétricas Bosch Bricolage

        Não. É necessário levar em conta as características do material.

        Quanto mais macio for o material, tanto mais elevado é o número de rotações. Quanto mais duro for o material, tanto mais baixo é o número de rotações.

        Visto existirem graus de dureza muito diferentes entre os materiais, dever-se-á furar sempre com o número de rotações correto e adequado ao material e ao diâmetro da broca.

        Na documentação técnica encontrará tabelas de utilização pormenorizadas. O número de rotações indicado nas nossas tabelas deve ser considerado como valor de referência simplificado, com o qual se obtêm bons resultados ao utilizar as máquinas manualmente.

        No caso de brocas especiais e brocas de coroa aplica-se parcialmente outro número de rotações. Neste caso, o melhor será seguir os valores indicados no manual de operação ou na embalagem.Se não for possível definir exatamente o número de rotações do berbequim utilizado, deve utilizar-se o valor mais aproximado.

    • Quais são os perigos da perfuração?
      • O perigo principal a que o utilizador de berbequins está sujeito deve-se aos binários de reação que possam surgir. Os binários de reação resultam de uma elevada saída do binário do berbequim devido a uma fricção crescente da broca no orifício em

        • furos de profundidade
        • furos de grandes diâmetros
        • Bloqueio da broca no orifício ou ao sair da peça

        O bloqueio da broca e, em consequência, da ferramenta elétrica, pode originar a ocorrência de binários de reação especialmente elevados e perigosos.

    • Como se evitam binários de reação durante a perfuração?
      • Os binários de reação que podem ocorrer na perfuração podem ser evitados da seguinte maneira: utilizar brocas afiadas e, no geral, em estado impecável. Brocas danificadas ou rombas apresentam uma fricção consideravelmente mais elevada e tendem a bloquear ou a encravar com facilidade.

        No caso de furos de profundidade, remover as aparas com regularidade, recuando a broca. Deste modo, é possível diminuir a fricção causada pela perfuração e, em consequência, o perigo de encravamento.

        No caso de furos de grandes diâmetros, selecionar o número de rotações adequado e fixar a peça.

        Por norma, abrir furos prévios no caso de perfurações em metal com um diâmetro superior a 6 mm. Graças a esta medida, a força de pressão necessária é menor. Isto é especialmente vantajoso na perfuração de chapas mais finas, pois é possível dosear delicadamente a força de avanço ao retirar a broca da peça, evitando, assim, que o gume da broca fique preso. Regra geral, para a pré-perfuração seleciona-se uma broca, cujo diâmetro corresponda à largura do gume transversal de uma broca grande.

        Os binários de reação são intercetados por uma condução segura da máquina. Para tal, é necessário segurar e conduzir o berbequim com as duas mãos. No caso de berbequins equipados com um punho adicional, este também deve ser utilizado.

    • Quais são as principais diferenças entre um berbequim e um berbequim com percussão?
      • No berbequim, o veio da broca está bem fixo nas chumaceiras. Isto resulta numa elevada precisão de concentricidade. O número de rotações é otimizado para furar metal. No caso do berbequim com percussão, o veio da broca está disposto nas chumaceiras de forma móvel. Dependendo do sistema, a precisão de concentricidade não é tão boa como nos berbequins simples. Na maior parte das vezes, o número de rotações é mais elevado do que nos berbequins, pois também se perfura em pedra, o que requer um elevado número de impactos.

    • O que se deve ter especialmente em conta ao manejar aparafusadoras?
      • Ao apertar e desapertar parafusos, podem ocorrer reações da ferramenta que podem ser perigosas para o utilizador. As causas são

        • Binários de reação
        • pontas de aparafusar escorregadias
        • Ruído

    • Como nos podemos proteger de binários de reação ao aparafusar?
      • É possível evitar binários de reação inadmissíveis e consequentemente perigosos, tomando as seguintes medidas:

        • seleção correta da ferramenta de aparafusar
        • ajuste correto da ferramenta de aparafusar, p. ex. do binário ou do batente de profundidade, de acordo com as recomendações do fabricante

    • Como nos podemos proteger de pontas de aparafusar escorregadias?
      • A causa mais frequente para pontas de aparafusar escorregadias são:

        • O tamanho da ponta de aparafusar não é adequado para o parafuso
        • A ponta de aparafusar é utilizada inclinada no parafuso
        • Inclinação durante a operação de aparafusamento
        • Pressão demasiado reduzida

        É possível detetar, sem qualquer dificuldade, um erro de aplicação em cada um destes casos.

        Pontas de aparafusar escorregadias têm as seguintes repercussões:

        • Perigo de ferimentos do utilizador
        • Danos na peça
        • Danos no parafuso
        • Danos na ponta de aparafusar

        Conclui-se que: compensa evitar estes erros de aplicação frequentes.

    • Quais são os tipos principais de aparafusamento?
      • Quase todas as situações de aparafusamento se resumem às duas situações básicas de aparafusamento em materiais duros e em materiais macios.

        • Por aparafusamentos em materiais duros entendem-se todas as aplicações em que se encontra um material duro (normalmente metal) diretamente por baixo do parafuso.
        • Por aparafusamentos em materiais macios entendem-se todas as aplicações em que se encontra um material flexível (macio) (normalmente madeira) diretamente por baixo do parafuso ou em que o parafuso é apertado em material flexível.

    • Que tipos de parafusos existem?
      • Existem os chamados parafusos comuns e os parafusos para madeira. Partindo destes dois tipos base, há variantes para vários materiais de construção e situações de aparafusamento especiais. Distinguem-se entre si pelo seu formato e pelo tipo de rosca.

    • Que tipos de aparafusadoras existem?
      • Por norma, distingue-se entre:

        • Aparafusadora com batente de profundidade
        • Aparafusadora com embraiagem de binário
        • Aparafusadora com impacto rotacional

    • Que tipos de lixadeiras existem?
      • O lixamento de superfícies é designado por retificação de superfícies, a separação dos materiais através do lixamento é designada por lixamento de separação ou de profundidade.

    • Que material pode ser lixado?
      • É possível lixar quase todos os materiais sólidos. Só determinados tipos de materiais, como o elastómero, não podem ser lixados ou só podem ser lixados mediante um elevado esforço técnico.

    • Para que materiais e para peças de que formatos se adequam as lixadeiras vibratórias?
      • A possibilidade de utilização é determinada pelo abrasivo utilizado e é universal. As lixadeiras vibratórias são preferencialmente utilizadas para o processamento de madeira, derivados de madeira e superfícies pintadas. Não são muito apropriadas para metais e pedra, pois a capacidade de desbaste nestes casos é muito reduzida.

        As lixadeiras vibratórias adequam-se na perfeição para áreas planas. No caso de arestas ou cantos afiados, bem como de superfícies abauladas convexas ou côncavas, existe o perigo de se furar a superfície devido à placa de lixar plana e rígida. A placa de lixar também pode ser danificada neste processo.

    • Que lixadeiras existem e como posso encontrar a lixadeira adequada?
      •  
        Bosch | Ferramentas elétricas Bosch Bricolage

        As lixadeiras típicas para o tratamento de superfícies de grandes áreas são a lixadeira vibratória, a lixadeira excêntrica, a rebarbadora e a lixadeira de rolos.

    • Para que materiais e para peças de que formatos se adequam as rebarbadoras?
      • A possibilidade de utilização é determinada pelo abrasivo utilizado e é universal. As rebarbadoras são preferencialmente usadas para lixar metal e pedra. Devido às elevadas velocidades periféricas, gera-se muito calor no local de lixamento. Por esse motivo, as rebarbadoras são menos apropriadas para derivados de madeira e plásticos.

        É possível processar peças de praticamente todos os formatos. Contudo, as rebarbadoras são menos adequadas para peças que devem adquirir uma superfície totalmente plana, pois, devido à elevada capacidade de desbaste no caso de erros de utilização, são efetuadas esmerilações profundas involuntárias.

    • Quais são as regras principais de segurança no trabalho a ter em conta durante o lixamento?
        • Respeitar os campos de aplicação previstos pelo fabricante
        • Utilizar apenas os abrasivos previstos pelo fabricante
        • Aplicar o melhor método possível de aspiração do pó
        • Utilizar óculos de proteção
        • Utilizar uma máscara de proteção respiratória
        • Utilizar proteção auditiva

    • O que é importante ter em conta ao serrar e como se podem evitar perigos?
      • No caso de serras elétricas, o perigo principal são os ferimentos na lâmina de serra, quer esta esteja parada quer a ferramenta esteja a funcionar. A par disso, existe o perigo causado por recuos da máquina em caso de erros de utilização. Só se podem usar lâminas de serra afiadas num estado impecável. As lâminas de serra têm de se adequar e ser homologadas para a respetiva serra. Lâminas de serra rombas ou danificadas podem causar o encravamento e a obstrução da máquina. Tomando as medidas que se seguem é possível evitar ferimentos causados pela lâmina de serra:

        • Nunca remover a tampa de proteção, não a fixar na posição aberta nem manipular de qualquer outra maneira.
        • Operar a máquina com ambas as mãos, segurando nas zonas de agarre previstas para o efeito.
        • No caso de eletrosserras, voltar a colocar a capa protetora.
        • No caso de todas as outras serras (à exceção das serras circulares), retirar a lâmina de serra após o trabalho.

        Ajustar e fixar os dispositivos de segurança ajustáveis, como a cunha abridora, de acordo com a norma.

        Durante o trabalho, a serra deve ser manejada de modo seguro e estável. A força de avanço deve ser selecionada de modo a não causar o encravamento ou o bloqueio da serra. Isto poderia resultar em reações de binário.

    • Que materiais podem ser processados com serras elétricas manuais?
      • À exceção de determinados materiais minerais e do vidro, é possível processar praticamente todos os materiais com serras elétricas manuais.

    • Para que servem as serras circulares?
      • Por norma, as serras circulares adequam-se para todos os materiais passíveis de serem serrados de acordo com a lâmina de serra utilizada.

        A serra circular é usada principalmente para aparar e cortar com rapidez e precisão componentes com forma de placa, efetuando cortes a direito. No âmbito da carpintaria são aplicadas profundidades de corte até 100 mm, mas o manuseamento de serras circulares desse tamanho é um pouco crítico devido aos fortes binários de reação no caso de a lâmina de serra ficar encravada.

    • Para que servem os serrotes elétricos?
      • Em princípio, os metais não podem ser serrados com o serrote elétrico:

        as aparas metálicas, que caem entre as lâminas de serra e a guia da barra, iriam provocar o emperramento das lâminas de serra devido à soldagem por atrito. Os plásticos podem ser serrados com limitações: as aparas e os pós de termoplásticos de espuma, em especial os à base de estireno (p. ex. esferovite), aquecem devido ao atrito entre as lâminas de serra e a guia. Depois de arrefecerem, bloqueiam as lâminas de serra devido ao efeito da cola de fusão. As lâminas de serra equipadas com dentes de corte e metal duro também são, contudo, adequadas para serrar materiais de pedra mais macios e porosos, como betão poroso e tijolo leve macio. As lâminas de serra podem ser substituídas sem ferramentas.

        O serrote elétrico está previsto, em primeira linha, para o processamento de madeira no âmbito da carpintaria. Normalmente são efetuados cortes no comprimento certo de vigas e uniões de ranhura e lingueta. O serrote elétrico também é muito usado em estruturas para o processamento de componentes de betão poroso.

    • Que tipos de serras existem e como posso encontrar a serra adequada?
      •  
        Bosch | Ferramentas elétricas Bosch Bricolage

        Os tipos básicos são:

        • Serras de movimento alternativo (p.ex. serra vertical)
        • Serras rotativas (p.ex. serra circular)
        • Serras contínuas (p.ex. eletrosserra)

    • Para que servem as eletrosserras?
      • As eletrosserras manuais são utilizadas exclusivamente para o processamento de madeira. Servem para efetuar rapidamente cortes no comprimento certo e cortes transversais de vigas e madeira esquadriada, assim como de madeira acabada de cortar («verde») na jardinagem e na silvicultura .

    • Para que servem as serras sabre?
      • Tendo em conta a lâmina de serra utilizada, as serras sabre adequam-se essencialmente para todos os materiais serráveis.

        A serra sabre é tipicamente utilizada no âmbito da instalação e dos equipamentos sanitários, na construção automóvel, nas construções metálicas e na reciclagem de paletes.

    • O que é especialmente importante antes da primeira utilização de uma bateria ou de uma ferramenta sem fio?
      • É impreterível ler as instruções de utilização, pois a tecnologia sem fio está sujeita a uma rápida mudança tecnológica que, em determinadas circunstâncias, tornará necessária a redefinição do tipo de aplicação e utilização.

    • O que significa descarga espontânea?
      • Descarga espontânea significa que uma bateria perde energia passivamente ao estar armazenada. Passado algum tempo, a bateria tem de ser carregada de novo para que o aparelho de jardim funcione. A descarga espontânea da tecnologia de níquel é de aprox. 25 % por mês, no caso de lítio é de menos de 2 %. Ou seja, as baterias de lítio estão prontas a funcionar mesmo após um tempo de armazenamento mais prolongado.

    • O que significa efeito de memória?
      • O efeito de memória ocorre em baterias de níquel-cádmio quando não são completamente descarregadas. Se uma percentagem da bateria não é utilizada, a bateria «memoriza» isso. Nesse caso, a percentagem não solicitada deixa de estar disponível para efeitos de ganho de energia na bateria. No caso das baterias de lítio este efeito de memória é impossível.

    • Como se armazenam corretamente as baterias de lítio?
      • Por norma, as baterias de lítio devem ser armazenadas à temperatura ambiente. Um armazenamento a temperaturas mais elevadas encurta a vida útil da bateria. No caso de temperaturas acima de 55 °C, as baterias de lítio podem ficar destruídas e a temperaturas inferiores a –15 °C descarregar completamente. As baterias de lítio não devem ser completamente carregadas antes de serem armazenadas. A atividade num elemento completamente carregado é superior a um parcialmente carregado, envelhecendo mais rapidamente as baterias.

    • As baterias de lítio podem explodir?
      • Baterias de marca – especialmente os aparelhos de jardim Bosch – estão protegidas por diferentes mecanismos de proteção. Uma explosão é praticamente impossível. No entanto, devem ser evitados preterivelmente curto-circuitos ou danos mecânicos na bateria.

    • Como se eliminam baterias usadas?
      • São devolvidas ao agente autorizado de ferramentas elétricas. Este reúne-as e encaminha-as para o fabricante das ferramentas elétricas. O fabricante tratará de as reciclar devidamente.

    • O que é importante ter em conta durante a fresagem e como se podem evitar perigos?
      • No caso das tupias, o perigo principal são os ferimentos causados pela fresadora afiada, quer a ferramenta esteja parada quer esteja a funcionar. As fresadoras funcionam por princípio com velocidades de rotação muito elevadas. Uma utilização indevida pode causar contragolpes na máquina. Só se podem usar fresas afiadas num estado impecável. As fresas têm de se adequar e ser homologadas para a respetiva tupia. Fresas rombas ou danificadas podem causar vibrações fortes, contragolpes da máquina e rutura das próprias fresas. Tomando as medidas que se seguem é possível evitar ferimentos causados pela fresa:

        • Operar a máquina com ambas as mãos, segurando nas zonas de agarre previstas para o efeito.
        • Após o trabalho, retirar a fresa da tupia.

        Ao aparar arestas, o sentido de avanço tem de ser sempre oposto ao sentido da rotação da fresa (fresas de movimento contrário). No caso de fresagem no sentido de rotação da fresa (fresas de movimento paralelo), deixa de ser possível conduzir a máquina em segurança, especialmente na presença de aparas cuja espessura é ligeiramente maior. Devido aos fortes movimentos de desvio da máquina, pode-se perder o controlo da tupia, aumentando bastante o risco de acidentes. A tupia deve ser sempre manejada de modo seguro e estável.

        A força de avanço deve ser selecionada de modo a não causar uma grande descida da velocidade de rotação da máquina e, em consequência, vibrações da mesma.

    • Que ferramentas elétricas se utilizam para fresar?
      • As ferramentas elétricas manuais para fresar são genericamente designadas por tupias. O termo «tupia» significa que, durante a operação, a fresadora se encontra por cima da peça.

        As tupias distinguem-se entre si pelo fim de utilização e pela potência absorvida. As mais comuns são:

        • Aparelhos multifunções
        • Mini-tupias
        • Tupias

    • Que materiais são processados com a tupia?
      • No geral, é possível processar todos os materiais com aparas, em especial derivados de madeira. Mas os metais só podem ser processados com fresadoras pesadas e estacionárias. Só as chapas finas de alumínio é que também podem ser processadas com a tupia manual.

    • O que se deve ter em conta ao fresar derivados de madeira?
      • As madeiras têm uma têmpera relativamente reduzida e são fáceis de aparar. No caso de temperaturas locais demasiado elevadas, ou seja, quando se trabalha durante muito tempo com a fresa num local, tendem a incendiar-se.

        A elasticidade, em especial no caso de madeiras macias de fibras longas, exerce um determinado efeito de aperto sobre a fresa, que se transforma em calor de atrito adicional. É especialmente importante ter atenção ao sentido da fresa quando se trabalha com madeira maciça, se se pretender obter bons resultados de trabalho.

    • O que é importante ter em conta ao aplainar e como se podem evitar perigos?
      • O veio da lâmina que roda a rotações elevadas («veio da plaina») é a fonte de perigos da plaina elétrica. Condicionado pela massa oscilante, o veio da plaina continua a rodar durante algum tempo depois de se desligar a plaina. Até à imobilização total, o veio da plaina não pode, por isso, entrar em contacto com o utilizador ou outros objetos, como p. ex. a mesa de trabalho.

        Para evitar perigos, só se deve poisar a plaina quando o veio da plaina tiver parado completamente. É mais vantajoso utilizar um tipo de plaina que disponha de uma opção de descanso («patim de descanso»). Este dispositivo vai impedir que o veio da plaina toque na base. É, no entanto, necessário garantir que não se encontram objetos em cima da superfície para pousar a ferramenta.

    • Que materiais podem ser aplainados?
      • É possível aplainar todos os materiais passíveis de serem aparados. As plainas elétricas manuais são utilizadas quase exclusivamente para processar madeira e derivados. O processamento de plástico é possível quando a largura de trabalho é reduzida (aprox. 20-50 mm, consoante o tipo de plástico).

    • O que se deve ter em conta ao aplainar derivados de madeira?
      • Em comparação com outros materiais, a madeira é relativamente macia, podendo, por isso, ser aparada na perfeição. Sendo um material «em crescimento», possui uma textura fibrosa no seu estado natural e, devido ao crescimento, apresenta irregularidades como, por exemplo, ramos. Isto tem de ser levado em conta quando se usa uma ferramenta, porque tem influência na qualidade de superfície.

    • O que é necessário ter em conta ao aplicar a plaina?
      • Ao utilizar a plaina, a força de pressão tem de ser exercida na base dianteira da plaina, caso contrário forma-se uma concavidade no campo de aplicação.

    • O que é necessário ter em conta ao retirar a plaina?
      • Ao utilizar a plaina, a força de pressão tem de ser exercida na base traseira da plaina, caso contrário forma-se uma concavidade no campo de aplicação.

    • Em que sentido se deve aplainar?
      • Se possível, o sentido da plaina deve ser selecionado de modo a não ir contra a saída da fresa, porque tal pode afetar a qualidade de superfície. Aplicando a plaina ligeiramente na diagonal, obtém-se um corte contínuo, o que é benéfico para a qualidade de superfície (a lâmina de aplainar não atravessa a peça na transversal, mas sim na diagonal, no sentido de avanço).

    • Que materiais podem ser agrafados?
      • Regra geral, só se podem agrafar madeira e derivados quando a madeira não é muito dura. A madeira natural e o contraplacado agrafam-se melhor, porque as fibras exercem uma força de aperto adicional. Outros derivados de madeira, como placas de aglomerado de madeira, só se agrafam razoavelmente bem com agrafos revestidos a resina.

        Todos os materiais duros como, por exemplo, metais, pedra, vidro e plásticos duros não podem ser agrafados.

    • Os agrafadores são seguros?
      • Os agrafadores são ferramentas extraordinariamente seguras quando são usados de modo correto. Devem ser acionados sempre sobre a peça e nunca devem ser «disparados» aleatoriamente. Por este motivo, muitos agrafadores dispõem de uma mecânica de segurança que só permite disparar quando o agrafador está poisado.

    • As pistolas de colar são seguras?
      • As pistolas de colar são muito seguras do ponto de vista elétrico, mas não devem ser deixadas ligadas sem supervisão, aliás, tal como qualquer ferramenta elétrica. Devido à elevada temperatura de fusão de 150…180 °C da cola, é necessário ter atenção durante a aplicação para evitar queimaduras.

    • Que materiais podem ser colados com a pistola de colar?
      • Todos os materiais com superfícies porosas ou absorventes, as quais são correspondentemente resistentes ao calor, podem ser colados com a pistola de colar. Os materiais típicos são madeira, derivados de madeira, pedra e material em fibras como tecido, cabedal, cartão e papel.

        Não se podem colar todos os materiais com superfícies lisas e não absorventes como vidro, metal e plásticos lisos, assim como plásticos sensíveis ao calor, como p. ex. espuma de poliestireno. Em caso de dúvida, fazer colagens de teste.

    • Como se aplica a tinta?
      • Antes de aplicar a tinta

        • Em primeiro lugar, cubra o solo e todos os móveis e radiadores com filmes plásticos e fixe os filmes plásticos na borda com fita de proteção para pintar
        • Tape ainda todos os caixilhos de janelas e portas, tomadas, interruptores, rodapés, etc., com fita de proteção para pintar
        • Se pretender pintar uma parede de várias cores, pode usar a fita de proteção para pintar como linha de separação entre as cores

        Durante a aplicação de tinta

        • Comece num canto da divisão
        • Em seguida, pinte o teto e, no final, as restantes paredes

        Se pintar de acordo com este procedimento e longe da janela, i. e. se pintar com incidência da luz, as passagens de cor não serão oticamente visíveis e evitará zonas sombreadas inestéticas.

    • Que tipo de tinta devo utilizar e quando?
      • A seleção do tipo de tina depende do campo de aplicação: pretende envernizar as suas peças de mobiliário? Vai pintar as paredes? Gostaria de proteger o seu terraço das influências climatéricas com vernizes transparentes?

        Tintas de dispersão:

        Apropriadas para pintar tetos e paredes (interior). Aderem bem e de modo equilibrado em placas, pladur ou fibrocimento, tapam poros em paredes de reboco, bem como betão, e são a opção preferida como demão sobre papéis de parede de material em fibras naturais e com relevo.

        Tintas látex:

        Tintas de dispersão especiais, que são, na sua maioria, permeáveis ao vapor mas muito resistentes, resistentes à abrasão e insensíveis face aos detergentes normais. Podem ser utilizadas sobretudo em divisões húmidas, como a casa de banho ou a lavandaria, bem como em divisões exigentes como a garagem ou a cozinha.

        Vernizes transparentes:

        Tintas coloridas ou outras tintas com pigmentação reduzida e distribuída de modo especialmente fino. Podem ser utilizadas nos casos em que se pretende manter a estrutura da base visível. Os vernizes transparentes protegem a madeira de influências ambientais, radiação UV e, em parte, de fungos e insetos. É possível conferir uma textura uniforme da cor às superfícies de madeira por meio dos vernizes transparentes. No caso de betão, permitem compensar as oscilações cromáticas no betão.

        Vernizes:

        Os vernizes são, na maior parte das vezes, produtos de revestimento. Depois de secar, o revestimento produz uma película superficial de grande qualidade qualitativa e ótica, mate ou brilhante. São resistentes a produtos químicos e são utilizados principalmente para o revestimento de madeira, metal, plástico ou material mineral.

    • É possível aplicar um verniz incolor em peças em madeira que se encontrem no exterior?
      • Em princípio, não se devem tratar janelas, apainelados de madeira nem outros componentes de madeira no exterior com vernizes incolores.

        Os vernizes incolores e vernizes transparentes claros não oferecem uma proteção UV suficiente. Através da radiação UV, a superfície de madeira perde a capacidade de suportar riscos, a madeira tinge-se entre castanho e cinzento, a pintura racha e solta-se da madeira.

        Os revestimentos brancos opacos costumam oferecer a máxima durabilidade. Em aplainados ou vedações é aconselhável usar vernizes transparentes suficientemente pigmentados.

    • O que é um aparelho de nivelamento e para que serve?
      • Um aparelho de nivelamento é um instrumento de medição para a hipsometria relativa de objetos.

        Ao mesmo tempo que projeta linhas laser na parede, um aparelho de nivelamento a laser ajuda, por exemplo, a pendurar fotografias, prateleiras ou armários suspensos com exatidão, bem como a efetuar um alinhamento bilateral exato.

    • O que é necessário ter em conta nas medições laser de distâncias no interior?
      • O caminho entre o instrumento de medição e o objeto de medição tem de estar desimpedido de obstáculos. É, assim, necessário medir em torno dos obstáculos.

        Para além disso, pode haver incorreções nas medições se o feixe de medição for absorvido ou parcialmente refletido por fumo ou pó.

    • A radiação laser é perigosa?
      • O laser usado nas ferramentas da técnica de medição Bosch corresponde à classe de laser 2, que é classificada como não perigosa. Por este motivo, não são necessárias medidas de proteção especiais. Contudo, a regra manda que os feixes de orientação a laser, independentemente da classe de proteção, nunca sejam apontados diretamente para os olhos.

    • Quais são os custos de envio das peças de substituição?
      • Para encomendas feitas através da Loja online, o montante da taxa fixa de encomenda é de 4,76 € (IVA incluído).

        Por cada pedido em encomendas feitas através do Service Contact Center, ou seja, por telefone, e-mail, carta ou fax, é cobrada uma taxa fixa de encomenda de 7,14 € (IVA incluído).

        Por um envio por contra reembolso, é cobrada uma taxa adicional de 2,50 €.

    • Tenho direito a uma prestação da garantia após uma reparação?
      • Após uma reparação com custos associados tem direito a um ano de garantia.

    • Porque não consigo encontrar ou selecionar uma peça no catálogo de peças de substituição?
      • Pode haver três razões para tal:

        1) Trata-se de um acessório e não de uma peça de substituição. Um resumo dos acessórios encontra-se em Acessóriosou diretamente no seu agente autorizado.

        2) A peça pretendida pertence a um módulo. Neste caso, apenas é possível encomendar o módulo completo.

        3) A peça pretendida não está disponível ou já não pode ser fornecida. Para obter informações mais detalhadas relativas aos prazos de entrega, contacte a nossa linha de apoio de assistência técnica.

    • Qual é a diferença entre uma peça de substituição e uma peça de acessórios?
      • As peças de substituição são componentes fixos de uma ferramenta elétrica. Fazem parte do equipamento básico dessa ferramenta – sem o qual ela não funciona. As peças de substituição são, por exemplo: correias dentadas, parafusos, arcos e jogos de escovas de carvão.

        As peças de acessórios são acrescentos ou complementos ao funcionamento, sem os quais uma ferramenta elétrica pode continuar a funcionar normalmente. As peças de acessórios são, por exemplo, lâminas de serra, malas, punhos adicionais, folhas de lixa e brocas.

    • Quanto custa a recolha da ferramenta?
      • Durante o período de garantia a recolha da ferramenta é grátis. Nas reparações, depois de expirado o período de garantia, é cobrada uma taxa fixa de envio única de 7,14 € (IVA incluído).

    • Quanto custa a calibração da minha ferramenta?
      • Os preços atuais podem ser consultados na nossa brochura relativa ao serviço de calibração.

    • Como devo proceder para devolver uma peça de substituição encomendada?
      • Se, na entrega ao domicílio da peça de substituição, detetar danos externos na embalagem, não aceite a encomenda ou mostre os danos ao distribuidor.

        Se, ao desembalar o artigo, detetar defeitos identificáveis ou se tiver encomendado uma peça de substituição errada, informe-nos o mais rápido possível (num período máximo de 15 dias). Tenha em conta as nossas condições de fornecimento.

        Antes de uma devolução, é impreterível que nos solicite a sua nota de devolução com a indicação do número da guia de remessa.

    • A eliminação de ferramentas, baterias e acumuladores antigos é grátis?
      • Sim, a eliminação é grátis. As baterias e os acumuladores podem ser eliminados em todos os recipientes do GRS (Sistema de recolha coletiva de baterias). As ferramentas elétricas podem ser entregues ao seu agente autorizado.

    • Onde posso mandar reparar a minha ferramenta?
      • A sua ferramenta avariada pode ser enviada diretamente para o nosso Centro de Assistência Técnica. Alternativamente, pode também entregá-la ao agente autorizado ou na loja de materiais de construção no local.

        No caso de um envio direto, é importante que o formulário de pedido de reparação preenchido seja enviado juntamente com a ferramenta avariada, para que o seu pedido possa ser rapidamente processado.

    • Com quanto tempo de antecedência tenho de solicitar a recolha?
      • Se preencher o formulário até às 17 horas de um dia útil, a recolha pode ser efetuada a partir do dia seguinte. Naturalmente, poderá também escolher outro período de recolha.

    • As ferramentas, bem como as baterias e acumuladores, da Bosch são registadas?
      • Tanto as ferramentas como as baterias da Bosch são registadas. O número WEEE (resíduos de equipamentos elétricos e electrónicos) é: DE-86520394.

        O número de registo para baterias e acumuladores é 21001568.

    • Quanto tempo demora uma calibração?
      • Na Bosch Power Tools podemos recorrer a uma rede logística abrangente e a processos de assistência técnica com uma organização ideal.

        Do mesmo modo que para a reparação, também se aplica ao serviço de calibração que o utilizador receba a ferramenta, por norma, após um período máximo de cinco dias.

    • Como devo embalar a minha ferramenta?
      • Por norma, a sua ferramenta deve ser embalada de forma a que não possa ser danificada durante o transporte. Se não tiver uma embalagem adequada para ferramentas de grande dimensão, pode entrar em contacto connosco por telefone. Enviar-lhe-emos então uma cartonagem apropriada.

        Para mais informações, leia as condições gerais de venda do nosso prestador de serviços de transporte GLS.

    • Há um preço fixo para reparações?
      • Não, mas procedemos da seguinte forma:

        no âmbito da garantia a reparação é, naturalmente, grátis.

        Depois de expirado o período de garantia, aplica-se o seguinte:

        se os custos de reparação forem inferiores a 50 % do preço original, reparamos imediatamente. Na fatura são listados os custos de reparação com toda a clareza.

        No caso de custos de reparação superiores a 50 % do preço original, receberá um orçamento.

        Para além disso, tem a possibilidade de uma «autorização prévia»:

        decide previamente se autoriza que a ferramenta seja reciclada, caso o preço da reparação seja superior a 50 %, ou se pretende receber um orçamento.

        No caso de uma autorização prévia, não lhe serão cobrados os custos de transporte.

    • O serviço de calibração pode ser utilizado para todas as marcas da Bosch Power Tools?
      • O serviço de calibração Bosch é independente das marcas; após acordo, podem ser calibradas não apenas ferramentas das nossas próprias marcas «Bosch» e «CST/berger», como também de todas as outras marcas.

    • O que acontece se eu recusar o orçamento?
      • Pode decidir se a ferramenta fica no Centro de Assistência Técnica e aí é reciclada ou se a pretende receber de volta. Neste caso, é cobrada uma taxa de processamento de 17,85 €, acrescida dos custos de envio de 7,14 € (IVA incluído).

    • Quais são os custos de envio para reparações?
      • No âmbito da garantia não serão, naturalmente, cobrados os custos de transporte.

        Para reparações depois de expirado o período de garantia, é cobrada uma taxa fixa de encomenda única de 7,14 € (IVA incluído).

    • Quais são os termos de garantia para ferramentas de uso doméstico?
      • A garantia para artigos novos é de 24 meses em caso de utilização doméstica. Pode consultar informações mais detalhadas nos termos de garantia atuais.

    • Quanto tempo demora a reparação?
      • Por norma, receberá a ferramenta reparada de volta após três a, no máximo, cinco dias úteis.

    • O que é um Ampere?
      • Ampere é a unidade de medida da corrente elétrica.

    • Qual é a máquina mais adequada, o berbequim ou o berbequim com percussão?
      • Isso depende do fim de utilização. Os aficionados da bricolage preferem o berbequim com percussão devido à sua versatilidade, ao passo que os profissionais preferem o berbequim devido à sua precisão.

    • O que é uma ponta de aparafusar?
      • O termo é retirado da língua inglesa e, na técnica de aparafusamento, designa o adaptador de aparafusamento necessário para o respetivo tipo de parafuso (parafuso de ranhura, de fenda em cruz, sextavado, Torx, etc.). A ponta de aparafusar é fixada à máquina quer seja diretamente através do seu encabadouro sextavado na bucha quer num porta-ferramentas, o qual pode ser parte integrante da máquina ou um acessório utilizado.

    • Para que materiais e para peças de que formatos se adequam as lixadeiras excêntricas?
      • A possibilidade de utilização é determinada pelo abrasivo utilizado e é universal. As lixadeiras excêntricas são preferencialmente utilizadas para o processamento de madeira, derivados de madeira e superfícies pintadas. Com o acessório adequado, as lixadeiras excêntricas são excelentes para trabalhos de polimento. Ao lixar metal ou pedra, o avanço do trabalho é mais reduzido.

        Devido à placa de lixar redonda, que pode ser fornecida em diferentes graus de dureza, é possível processar peças de praticamente todos os formatos. O processamento de arestas ou cantos afiados pode resultar no aguçamento e danificar o prato de lixar.

    • Quais são os procedimentos básicos do lixamento?
      • Em princípio, inicia-se o lixamento com um grão mais grosso e, em seguida, vai-se selecionando um grão mais fino em cada procedimento. Por norma, em cada operação subsequente seleciona-se um grão duplamente fino.

        Exemplo: sequência dos grãos 40–80–180–360– 600–1200

    • Para que servem as serras verticais?
      • Tendo em conta a lâmina de serra utilizada, as serras verticais adequam-se essencialmente para todos os materiais serráveis.

        As serras verticais são especialmente adequadas para trabalhos complexos com cortes curvos em todos os materiais. Tem à sua disposição a maior seleção de lâminas de serra universais e especiais entre todas as serras.

    • O que se entende por baterias de lítio?
      • As baterias de lítio baseiam-se numa tecnologia recente, em que se usa o lítio como parte integrante dos elétrodos. São fundamentalmente diferentes das baterias à base de níquel e a sua tensão dos elementos de 3,6 V é três vezes maior do que a das baterias de níquel-cádmio. São necessários menos elementos da bateria, pelo que a ferramenta elétrica pode ser mais pequena e mais leve ou mais eficaz com o mesmo tamanho. A par de uma autodescarga consideravelmente mais reduzida, as baterias de lítio não têm qualquer efeito de memória, em comparação com as baterias de níquel-cádmio.

    • Como posso encontrar a peça de substituição certa para a minha ferramenta elétrica?
      • No catálogo de peças de substituição encontra todos os desenhos com representação explodida das ferramentas que comercializamos desde os últimos 25 anos. Aqui pode identificar a peça de substituição de que necessita sem qualquer dificuldade. Tenha à mão o número de produto da ferramenta ou do respetivo designação comercial. Terá de o indicar para poder encontrar rapidamente a peça de substituição certa.

    Instruções de projetos 1 - 15 de 81

      Não encontra a questão?

      Envie-nos a sua questão e teremos muito gosto em ajudá-lo.

      Aconselhamento pessoal

      Para questões sobre os nossos produtos e aplicações
      : 808-202 498
      Segunda - Sexta: 08 - 14 horas

      Formulário de contacto


      Notas legais

      A Bosch não assume qualquer responsabilidade pela completude e correção das instruções utilizadas. A Bosch também avisa que estas instruções são utilizadas por sua própria conta e risco. Tome todas as medidas de segurança necessárias.

       

      Assistência

      Para questões sobre os nossos produtos e aplicações

      :808 202 498

      Segunda - Sexta: 08 - 14.00 horas


      Pesquisa de agentes

       
       
       
      PT
      Lembrar
      Adicionado aos favoritos
      Comprar agora
      Repor filtro
      Exibir filtro
      Ocultar filtro
      Muito obrigado pela sua avaliação
      Muito obrigado pela sua avaliação
      Exibir outros projetos
      Ocultar outros projetos
      Ocultar variantes dos artigos
      Mostrar variantes dos artigos
      Fechar dica de utilização
      Abrir dica de utilização
      Ler o relato de experiência
      Fechar relato de experiência
      Ocultar lista de materiais detalhada
      Mostrar lista de materiais detalhada
      Lista de comparação
      Produtos
      Produto
      Exibir outras recomendações
      Ocultar outras recomendações