Luminária lounge

 
Muito relaxante
Luminária lounge

A luz é importante para a ambiente. Esta caixa elegante é a luminária ideal para ambientes lounge confortáveis.

Forneça a sua própria avaliação
Forneça a sua própria avaliação
Forneça a sua própria avaliação
Forneça a sua própria avaliação
Forneça a sua própria avaliação
0 Avaliações
Muito obrigado pela sua avaliação Para usar esta função é necessário ativar os cookies.
0 Avaliações

Grau de dificuldade

Custos

Tempo necessário

Esta caixa elegante é a luminária ideal para ambientes lounge. Terá maior efeito se construir logo várias unidades e as instalar em fila na parede. Com uma corrente e formação de calor reduzidas, uma lâmpada fluorescente tubular emite uma luz indireta e agradável através do vidro opaco entre os painéis frontais nobres e lacados.

O melhor é mandar fazer logo o recorte por um agente autorizado ou marceneiro.

As seguintes instruções de montagem dizem respeito a um conjunto que compreende uma placa de madeira de faia colada (painel dianteiro) e um aglomerado de fibras de densidade média (MDF; suporte) com 19 mm de espessura. Se utilizar outros materiais ou espessuras, basta adaptar a lista de peças em conformidade.

A luminária é constituída por duas partes. Em primeiro lugar temos um suporte MDF sob a forma de um U largo com um painel traseiro comprido e duas placas laterais curtas e em segundo um painel frontal feito de duas uniões em canto de madeira de faia colada que estão fixados a um vidro acrílico opaco. Cada união em canto é composta por uma placa superior/base, munida de furos para ventilação, e um painel dianteiro.

Para não serem visíveis quaisquer orifícios para parafusos nos painéis dianteiros cor-de-nogueira, colamos a união em canto com painel e placa superior/base com buchas de madeira.

A lâmpada fluorescente tubular está fixada à placa base e oculta pelo painel dianteiro inferior. A sua luz é refletida uniformemente pelo painel traseiro branco contra o vidro acrílico opaco. A alimentação de corrente processa-se através do painel traseiro mediante uma tomada de parede localizada atrás da luminária.

  • Easy
    Ferramentas Easy
    Quando deseja simplicidade.
  • Universal
    Ferramentas universais
    Máxima versatilidade.
  • Advanced
    Ferramentas Advanced
    Quando procura o melhor.

Ferramentas elétricas necessárias:

Auxiliares:

  • Conjunto de brocas para madeira
  • Broca Forstner de 20 mm
  • Escareador
  • Serra craneana de 68 mm
  • Broca para aço de 4,5 mm
  • Folha de lixa, grão 240, 180 e 150, esponja
  • Cola para madeira
  • Metro articulado, lápis macio, borracha, apara-lápis
  • 5 grampos
  • Película de proteção ou jornais usados
  • Barrotes de apoio 1200 x 30 x 40 mm ou cavaletes
  • Máscara, óculos de proteção e luvas

Materiais necessários:

  • Placa de madeira colada, faia
  • Placa MDF
  • Vidro acrílico
  • Bucha de madeira, parafusos, anilhas
  • Lâmpada fluorescente tubular com suporte
  • Tinta para madeira e verniz

Mostrar lista de materiais detalhada

Item

Unid.

Designação

Comprimento

Largura

Espessura

Material

0

1

Painel traseiro

1.200 mm

262 mm

19 mm

MDF

1

2

Partes do painel traseiro

262 mm

38 mm

19 mm

MDF

2

2

Painel dianteiro

1.200 mm

100 mm

19 mm

Madeira de faia colada

3

2

Placas superiores e pranchas de soalho

1.200 mm

61 mm

19 mm

Madeira de faia colada

4

1

Vidro acrílico

1.200 mm

262 mm

44 mm

5

Aprox. 10

Buchas de madeira, diâmetro 8 mm

6

Aprox. 10

Parafusos de cabeça lenticular, 4 x 17 mm, com anilhas

7

Aprox. 50

Parafusos de cabeça escareada, 4 x 35 mm

8

2

Parafusos com buchas para a fixação na parede

9

1

Lâmpada fluorescente tubular com suporte, aprox. 900–1.000 mm

1

Marcar as peças

1 - Marcar as peças
Marcar as peças

Deverá marcar de modo inequívoco cada uma das placas, uma vez que serão processadas sucessiva e individualmente. Assim poderá voltar a agregá-las corretamente depois de aplicar o verniz e a tinta para madeira e realizar a pré-perfuração.

2

Abrir furos prévios no painel traseiro

2 - Abrir furos prévios no painel traseiro
Abrir furos prévios no painel traseiro

Marque primeiro as posições de perfuração da parte da frente do painel traseiro.

Coloque, para o efeito, as placas laterais sobre o painel traseiro, na posição em que serão aparafusadas posteriormente. Marque as arestas das placas laterais na superfície interna do painel traseiro.

Desenhe as posições dos dois furos à distância de metade da espessura da placa (=9,5 mm) em relação aos rebordos exteriores e a 30 a 40 mm das placas laterais longitudinais. Abra os furos prévios com uma broca para madeira de 4,5 mm e rebaixe-os na parte de trás de modo a que as cabeças de parafuso não fiquem salientes.

3

Aparafusar o painel traseiro e as placas laterais

3 - Aparafusar o painel traseiro e as placas laterais
Aparafusar o painel traseiro e as placas laterais

Fixe as placas laterais ao painel traseiro na posição exata com dois grampos respetivamente. Para o MDF não quebrar durante o aparafusamento, abra também furos prévios nas placas laterais. Abra através dos orifícios do painel traseiro furos nas arestas das placas laterais com a broca para madeira de 3,5 mm. Agora poderá unir o painel traseiro e as placas laterais com a aparafusadora sem fio e os parafusos para madeira 4 x 35 mm para formar a subestrutura.

Dica para aparafusar duas partes de madeira

Na peça a aparafusar primeiro, abra sempre um furo prévio com um diâmetro 0,5 a 1 mm superior ao diâmetro do parafuso; o furo deve ser rebaixado de modo a que a cabeça do parafuso desapareça por completo nele. Abra sempre um furo prévio com um diâmetro 1 mm inferior ao diâmetro do parafuso na peça a aparafusar em segundo lugar. Assim a rosca do parafuso fica bem fixa.

4

Abrir furos para buchas

4 - Abrir furos para buchas
Abrir furos para buchas

Com o presente comprimento de luminária de 1200 mm faz sentido abrir quatro ou cinco furos para buchas. Para a união em canto recomendamos um modelo de bucha, os chamados marcadores ou pontas de marcação. Só com medições e indicações não é possível posicionar os furos para buchas de modo preciso, de forma a que mais tarde se encontrem exatamente uns por cima dos outros!

Abra respetivamente cinco furos para buchas nas arestas de ataque das placas superior e base com um berbequim e uma broca para madeira de 8 mm e copie as posições com marcadores para as partes de trás das placas frontais. Um marcador é um pino de metal com uma ponta de marcação. Deve ser encaixado nos furos dos topos cujas posições pretende copiar. Para tal, pressione a peça de trabalho previamente furada, na sua posição exata (rente aos rebordos), contra a superfície da contra-peça.

5

Abrir furos de ventilação

5 - Abrir furos de ventilação
Abrir furos de ventilação

As lâmpadas fluorescentes tubulares também emanam calor. Por conseguinte, deverá abrir respetivamente cinco furos com 20 mm de diâmetro nas placas superior/base. Marque as posições dos furos no centro das placas. Fixe as placas num pedaço cortado ou sobre madeira esquadriada para não danificar a superfície de trabalho quando a broca Forstner sair por baixo.

6

Colar as uniões de canto do painel frontal

6 - Colar as uniões de canto do painel frontal
Colar as uniões de canto do painel frontal Colar as uniões de canto do painel frontal

Aplique cola nos furos para buchas e nas superfícies a colar das placas superior/base e encaixe as buchas de madeira. Depois de ter aplicado alguma cola nos furos do painel frontal, una ambas as peças. Exerça pressão sobre as uniões com grampos até a cola ter secado. Tenha em atenção as indicações do fabricante.

Ao pressionar, utilize blocos provenientes de sobras de madeira para distribuir a pressão e evitar que surjam marcas de pressão feias nas peças de trabalho. Remova sempre de imediato a cola que sair com um pano húmido.

7

Abrir a saída do cabo e os furos para fixação na parede

7 - Abrir a saída do cabo e os furos para fixação na parede
Abrir a saída do cabo e os furos para fixação na parede Abrir a saída do cabo e os furos para fixação na parede
O diâmetro nominal para um furo para uma tomada é de 68 mm. Uma vez que, na nossa construção, partimos do princípio de que a alimentação de corrente processa-se através do painel traseiro mediante uma tomada de parede localizada atrás do candeeiro, fizemos um furo no tamanho correspondente no painel traseiro com o berbequim e a serra craneana.

Você deverá abrir também dois furos para a montagem na parede no terço superior do painel traseiro. Utilize para o efeito uma broca para madeira de 6 mm e rebaixe os furos.

Para furar, fixe o painel traseiro sobre duas peças de madeira esquadriada ou uma placa residual para não danificar a superfície de trabalho quando a serra craneana ou a broca para madeira sair por baixo.

8

Lixar as superfícies de madeira

8 - Lixar as superfícies de madeira
Lixar as superfícies de madeira

Primeiro, elimine os rebordos dianteiros dos painéis frontais com uma folha de lixa de grão 150 ou 180 num ângulo de 45° de modo a criar um pequeno chanfro. Lixe as superfícies visíveis com a lixadeira, sempre no sentido dos veios da madeira, primeiro com a folha de lixa mais grossa (150, 180) e, a seguir, com a mais fina (até 240).

A seguir, humedeça as superfícies com uma esponja para as limpar. Durante a secagem, as fibras da madeira individuais soltas levantam-se; concluído este processo, elimine-as cuidadosamente com uma folha de lixa de grão 180. Depois de removidas, a madeira encontra-se pronta para o tratamento da superfície. Dica: verifique sempre se a folha de lixa não está demasiado gasta. Isso poderia fazer com que as fibras da madeira fossem apenas pressionadas para baixo e não cortadas.

9

Lacar as superfícies

9 - Lacar as superfícies
Lacar as superfícies

Por lacagem entende-se o processo da pintura da madeira. A tinta para madeira pode ser aplicada com um sistema de pulverização. Após a aplicação da tinta para madeira, a superfície desta deixa de estar protegida; a proteção só é restituída através do enceramento ou do envernizamento da madeira.

Antes de iniciar os trabalhos, leia atentamente os conselhos de processamento e de segurança do fabricante. Trabalhe num espaço com boa ventilação.

Para lacar com a pistola pulverizadora, cubra a superfície de trabalho cuidadosamente com um filme plástico ou jornais usados. Recomendamos igualmente que trabalhe com máscara, óculos de proteção e luvas num espaço bem ventilado. Coloque a respetiva união em canto a trabalhar sobre duas peças de madeira esquadriada ou cavaletes de modo a ficar quase «suspensa». Pode também fazer uma primeira tentativa de lacagem numa peça de teste.

Pulverize a tinta para madeira em demãos paralelas e uniformes que se deverão sobrepor numa área de aprox. quatro centímetros, até o lado visível da união em canto ficar pintada uniformemente. Para o efeito tem de alterar ligeiramente a posição da união em canto durante a lacagem para as arestas também ficarem bem pintadas. Ponha as peças de parte com cuidado até as superfícies secarem por completo.

Também aqui, tal como sucede quando aplica água com uma esponja, podem levantar-se fibras da madeira. Depois de o verniz ter secado, remova-as cuidadosamente com folha de lixa de grão 220 ou 240, lixando no sentido dos veios.

Dica para lacar

Trabalhe em superfícies verticais, passando com o pincel sempre de baixo para cima. Visto a tinta para madeira ser um produto líquido e a superfície da madeira possuir características absorventes muito fortes, a tinta pode escorrer para baixo e formar «narizes» impossíveis de remover, ficando, por isso, visíveis.

10

Envernizar a união em canto dianteira

Existem vernizes para todos os gostos e carteiras. Decisiva para a seleção é a processabilidade, o seu equipamento técnico doméstico e os requisitos em termos de qualidade e de durabilidade da superfície. Peça conselhos no comércio especializado. Cubra a superfície de trabalho cuidadosamente e trabalhe com máscara, óculos de proteção e luvas.

As uniões em canto dianteiras cor-de-nogueira lacados são tratadas com um verniz poliuretano de qualidade de dois componentes que é aplicado com uma pistola pulverizadora. Para tal, misture o verniz transparente e o endurecedor de acordo com as indicações do fabricante e verta a mistura para dentro da pistola de pintar. Recomendamos que ajuste seguidamente o bico testando o jato pulverizador numa placa de teste e regule a quantidade de tinta na roda recartilhada. Consoante o sentido de pulverização, ajuste o jato pulverizador na horizontal ou vertical no caso de superfícies e para o formato cónico em caso de arestas.

A primeira demão aplicada deverá ser fina. Comece pelas arestas (levantando a união em canto ligeiramente). Envernize seguidamente as superfícies com demãos uniformes e paralelas.

Após um lixamento intermédio com folha de lixa de grão 240, utilize para a segunda camada de verniz o mesmo verniz transparente que foi empregue para aplicar o primário. Desta vez, pode aplicar o verniz em maior quantidade. Volte a começar pelas arestas e passe, depois, para as superfícies, aplicando as demãos com movimentos paralelos e uniformes.

11

Aparafusar o vidro acrílico com as uniões em canto dianteiros para formar o painel frontal

11 - Aparafusar o vidro acrílico com as uniões em canto dianteiros para formar o painel frontal
Aparafusar o vidro acrílico com as uniões em canto dianteiros para formar o painel frontal

Abra furos prévios na placa cortada de vidro acrílico opaco dos lados superior e inferior em respetivamente cinco pontos de aparafusamento, utilizando uma broca para aço de 4,5 mm.

Coloque depois ambas as uniões em canto dianteiras nas partes da frente, ajuste nas mesmas o vidro acrílico e aparafuse-as com parafusos de cabeça lenticular 4 x 17 mm. Para obter uma maior distribuição da pressão, utilize anilhas.

12

Instalar a lâmpada fluorescente tubular

12 - Instalar a lâmpada fluorescente tubular
Instalar a lâmpada fluorescente tubular

Monte a lâmpada fluorescente tubular no painel traseiro com parafusos de cabeça escareada de 4 x 35 mm.

13

Monte a subestrutura na parede e aparafuse o painel frontal

13 - Monte a subestrutura na parede e aparafuse o painel frontal
Monte a subestrutura na parede e aparafuse o painel frontal

Fixe a subestrutura à parede pretendida por meio de buchas. Marque os furos na parede de acordo com a posição dos furos no painel traseiro. Com a ajuda de um localizador de cabos, assegure-se de que não existem cabos nem tubos nos locais que pretende perfurar.

Dependendo das características da parede, utilize um berbequim ou martelo perfurador e uma broca para pedra/betão de 6 mm para abrir os furos na parede. Aspire o pó e encaixe as buchas. Agora, aperte os parafusos adequados para pendurar a estante com a aparafusadora sem fio.

Por fim, deslize o painel frontal sobre a subestrutura e fixe-o por cima com dois parafusos de cabeça escareada 4 x 35 mm. Tenha em conta novamente a nossa dica para aparafusar duas partes de madeira.

14

Pronto!

14 - Pronto!
Pronto!


Notas legais

A Bosch não assume qualquer responsabilidade pela completude e correção das instruções utilizadas. A Bosch também avisa que estas instruções são utilizadas por sua própria conta e risco. Tome todas as medidas de segurança necessárias.


 

Assistência

Para questões sobre os nossos produtos e aplicações

:808 202 498

Segunda - Sexta: 08 - 14.00 horas


Pesquisa de agentes

 
 
 
PT
Lembrar
Adicionado aos favoritos
Comprar agora
Repor filtro
Exibir filtro
Ocultar filtro
Muito obrigado pela sua avaliação
Muito obrigado pela sua avaliação
Exibir outros projetos
Ocultar outros projetos
Ocultar variantes dos artigos
Mostrar variantes dos artigos
Fechar dica de utilização
Abrir dica de utilização
Ler o relato de experiência
Fechar relato de experiência
Ocultar lista de materiais detalhada
Mostrar lista de materiais detalhada
Lista de comparação
Produtos
Produto
Exibir outras recomendações
Ocultar outras recomendações