Glossário

 

Entradas 1 - 14 de 14

T
  • Tecnologia de lítio
    • Tecnologia de lítio
      Tecnologia de lítio

      A tecnologia de lítio foi utilizada em ferramentas elétricas pela primeira vez em 2003: a IXO da Bosch foi a primeira ferramenta elétrica a nível mundial a funcionar com baterias de lítio. As vantagens desta nova tecnologia sem fio em comparação com as tecnologias tradicionais são:

      • sem autodescarga das baterias ao longo do tempo, podendo, por isso, ser utilizadas a qualquer altura
      • sem efeito de memória (isto é, o recarregamento de uma bateria que não esteja totalmente gasta não dá azo a perdas de capacidade)
      • elementos da bateria muito pequenos (isto é, as ferramentas são cada vez mais pequenas, compactas e práticas)
      • mais ecológico

  • Tensão de rede
    • Por tensão de rede entende-se a tensão elétrica disponibilizada por um fornecedor de energia na rede elétrica. Na Europa e maior parte dos países é de 230 V.

  • Terminal simples
    • Peça de união para cabos ou cabos de aço. Os cabos ou as respetivas extremidades são inseridas através de estreitamentos num terminal metálico oval. Em seguida, aparafusa-se uma contra-peça ao terminal que vai estender os cabos, forçando-os através do estreitamento. É utilizada com frequência em estruturas de iluminação com cabos tensores metálicos.

  • Tinta de dispersão
    • Demão espessa (dispersa = finamente distribuída) de solventes e excipientes, corantes (pigmentos) e aditivos. A isto chama-se, na linguagem corrente, qualquer tinta para parede disponível no mercado. Concretamente, esta tinta costuma dizer respeito a tintas de dispersão de resina sintética. Mas a oferta de tintas de dispersão naturais é cada vez maior, as quais utilizam ingredientes naturais em vez de sintéticos, por exemplo, óleo de linhaça ou de rícino.

  • Tipos de broca
    • Materiais diferentes (p. ex., madeira, metal ou pedra) exigem diferentes tipos de broca. As brocas mais conhecidas são denominadas de brocas helicoidais, devido à sua forma e aparência.

      Broca em espiral para madeira– Identificativo deste tipo de brocas é a ponta fina no meio da extremidade, utilizada para centrar a broca. As brocas para madeira são maioritariamente fabricadas em aço cromo-vanádio (VA).

      Broca em espiral para metal– As brocas em espiral para metal dividem-se em três categorias – de acordo com o material. Fabricadas em aço rápido (HSS).

      Broca para pedra– Utilizada para perfurar materiais duros feitos de pedra, alvenaria e betão. A extremidade está revestida por uma pastilha de metal duro resistente e apresenta, por norma, a forma de um cinzel.

  • Tipos de bucha
    • Existe uma grande variedade de tipos de bucha disponíveis, dependendo do material de construção onde a bucha vai ser aplicada.

      Bucha de expansão de plástico– a bucha multiúsos clássica para betão e alvenaria total

      Bucha borboleta ou basculante– De plástico ou metal para aplicar em materiais ocos

      Bucha para ocos– Para fixar em pladur

      Bucha de madeira– Pinos de madeira ou secções de madeira prensada elípticas (bucha plana) para unir partes de madeira

  • Tipos de lixadeiras
    • Tipos de lixadeiras
      Tipos de lixadeiras Tipos de lixadeiras Tipos de lixadeiras Tipos de lixadeiras Tipos de lixadeiras

      Existem vários tipos de lixadeiras manuais adequados a diferentes tipos de utilização. As mais comuns são:

      Lixadeira de rolos– Para lixar com elevada capacidade de desbaste.

      Lixadeira Delta– A especialista para cantos, arestas e perfis.

      Lixadeira excêntrica– Para lixar fino e um polimento de superfícies abauladas ou planas de diferentes materiais como madeira, metal, plástico, massa de aparelhar e verniz.

      Multi-lixadeira– Combinação de uma lixadeira Delta com uma lixadeira vibratória.

      Lixadeira vibratória– Para lixar grandes superfícies.

  • Tipos de madeira
    • A madeira está dividida em três grupos:

      Coníferas– As coníferas abrangem as madeiras macias. As mais conhecidas são as provenientes do teixo, do abeto-do-canadá, do pinheiro, do larício, do abeto e do Pinus cembra.

      Caducifólias– As caducifólias abrangem as madeiras duras. As mais conhecidas são as provenientes do ácer, da bétula, da pereira, do carvalho, do alnus, do freixo, da cerejeira, da tília, da nogueira, do choupo e da faia vermelha.

      Madeira exótica– Madeiras exóticas tais como a balsa, ébano, mogno, jacarandá e teca caracterizam-se pela sua elevada resistência contra influências ambientais e, sobretudo, pela sua estrutura e cor com características decorativas especiais. Por isso, as folheadas utilizadas no setor do mobiliário provêm principalmente de madeiras exóticas.

  • Tipos de metal
    • A diferentes aplicações correspondem diferentes tipos de metal. Alguns dos metais mais importantes do ponto de vista técnico são: alumínio, chumbo, crómio, ferro, cádmio, cobalto, cobre, magnésio, manganês, molibdénio, níquel, platina, plutónio, mercúrio, titânio, urânio, volfrâmio, zinco e estanho.

  • Tipos de parafuso
    • Tipos de parafuso
      Tipos de parafuso

      Existe uma grande variedade de tipos de parafuso, dependendo do tipo de utilização. Distinguem-se pelo tipo, passo e formato da rosca, pelo formato da cabeça e do acionamento do parafuso. Os parafusos mais habituais são:

      Parafusos comuns– Para aparafusar peças metálicas.

      Parafusos autorroscantes– Para unir chapas até doze milímetros.

      Parafusos autorroscantes– Para unir chapas de aço, alumínio e de metal não ferroso (NE).

      Parafusos de montagem rápida– Para unir plásticos, madeira, pladur e alumínio.

      Parafusos para madeira– Para aparafusar partes de madeira.

      Parafusos para placas de aglomerado de madeira– Para fixar placas de aglomerado de madeira.

  • Tipos de pontas de aparafusar
    • Existem pontas de aparafusar com todo o tipo de formas e tamanhos: de ranhura, Phillips (fenda em cruz), Pozidriv, Torx, Allen, etc., para que as pontas de aparafusar se adequem de modo preciso às cabeças de parafuso, garantindo, assim, um aparafusamento perfeito.

  • Trabalhar ao torno
    • O trabalho ao torno permite processar peças rotativas (principalmente de madeira). A peça é fixa em dois pontos e roda em torno de um eixo. Graças ao movimento giratório, é possível criar, acima de tudo, formas redondas.

  • Trabalhos de fixação
    • Termo genérico que remete para todos os trabalhos de perfuração e de união em construção acima e abaixo do solo ou pedra natural e artificial. Estes trabalhos são efetuados com a ajuda de ferramentas de perfuração com o objetivo de colocar buchas e induzidos.

  • Tupia
    • Tupia
      Tupia Tupia

      As tupias são ferramentas elétricas versáteis. Uma tupia é adequada para fresar furos oblongos e ranhurar, para fresar com fresas de chanfrar e mini-tupias, para fresar com escantilhões bem como para fresar com a tupia livre, p. ex. para enfeites, moldes e inscrições.


Entradas 1 - 14 de 14

 

Assistência

Para questões sobre os nossos produtos e aplicações

:808 202 498

Segunda - Sexta: 08 - 14.00 horas


Pesquisa de agentes

 
 
 
PT
Lembrar
Adicionado aos favoritos
Comprar agora
Repor filtro
Exibir filtro
Ocultar filtro
Muito obrigado pela sua avaliação
Muito obrigado pela sua avaliação
Exibir outros projetos
Ocultar outros projetos
Ocultar variantes dos artigos
Mostrar variantes dos artigos
Fechar dica de utilização
Abrir dica de utilização
Ler o relato de experiência
Fechar relato de experiência
Ocultar lista de materiais detalhada
Mostrar lista de materiais detalhada
Lista de comparação
Produtos
Produto
Exibir outras recomendações
Ocultar outras recomendações